Aventuras
 
Altitude 4.900 metros
Altitude 4.900 metros
Ontem o dia foi curto e tranquilo.

Mas hoje a previsão de andar sempre acima dos 4.300 metros, todo o tempo com tração e reduzida acionadas, deixou toda a turma tensa, todos estavam ansiosos para ver como se comportariam diante da falta de ar. E os carros?

Enfim, com as instruções de como se portar em grande altitude, saímos do café com o nosso sanduiche de milanesa... e algumas garrafas de agua a mais no estoque.

O deslocamento tem um bom trecho de asfalto deserto, nenhum carro no caminho. A estrada de subida da cordilheira é linda e o sol do amanhecer deixa as cores mais fantásticas. A entrada na trilha do vulcão já mostra como será o terreno, um caminho de perdas sempre apontando pra cima.

No trecho chamado pelos nativos de “farmácia da montanha” paramos pra pegar uma planta que ajuda na defesa contra o mal de altura, a falta de ar, o nome da planta é ’monte blanco’. Esta plantinha cheirosa ajuda muito e é bem mais agradável que mastigar folhas de coca.

Entre os 3.000 e os 4.500 metros de altitude o caminho exige bastante dos jipes, tem erosão e gelo, sem contar que se você erra o caminho você cai no barranco, então já era! Prudência era a palavra do momento, os carros sofriam com a falta de potência e nós quietos. Nas passagens de gelo conseguimos passar fácil, o gelo estava bem duro e os jipes passaram por cima e em alguns trechos com neve também achamos desvios ou enfrentamos o obstáculo.

Por sorte nossa, este ano nevou pouco nesta região e conseguimos andar bastante e chegar na Laguna Verde que estava congelada e linda como sempre. Mais adiante subimos até o Balcon de Pissis, onde tivemos a visão espetacular da divisa entre Argentina e Chile. Você fica paralisado com a beleza e as cores deste lugar, estávamos de frente para as Lagunas Azul, Blanca e Colorada, já os vulcões eu não sei o nome de todos, mas o Pissis é o maior da província.

O sol, o vento e a falta de ar deixam todos exaustos. Mesmo naquele lugar a turma já queria retornar para um lugar mais adequado, abaixo dos 2.000 metros de altitude de preferência.

Neste retorno se tem uma visão totalmente diferente das montanhas, o sol do entardecer mostra outras cores e locais que não vimos pela manhã. Um dia longo e maravilhoso.

Parece que desde abril o nosso grupo foi o primeiro a conseguir fazer todo este roteiro. Na chegada na cidade tivemos que dar informações para as agências de turismo que queriam saber como conseguimos cruzar o gelo e a neve.

Na chegada ao hotel havia um churrasco nos esperando e com vinho local.
Data: 02/09/2015


Galeria de fotos
Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar
 
Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar
 
Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar
 
Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar
 
Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar Ampliar
 

Savarauto

CURTLO

Atitude 4x4

Artsom

Brasil GPS Garmin

Corte Zero

Fade Vídeo

Fazenda Pampeana

Palmeira Pastos

msmidia.com
Home | Empresa | Eventos | Expedições | Aventuras | Contato

Copyright 2003-2016 - www.chakal.com - Todos os direitos reservados.